25 de out de 2011

Percussivo Mundo Novo leva o projeto Encontros Percussivos para o interior, chegando a Juazeiro e Cachoeira com shows, workshops e convidados especiai




A banda Percussivo Mundo Novo, liderada pelo músico e produtor Mikael Mutti, viaja pelo interior do estado com o projeto “Encontros Percussivos – Um Diálogo Entre Tecnologia e a Diversidade Musical”, integrante da plataforma Conexão Vivo, iniciativa da Vivo voltada ao desenvolvimento do setor musical brasileiro – em parceria com o programa Fazcultura, da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.




O projeto estará em Juazeiro (27 a 29 de outubro) onde o PMN fará um show no palco do Festival Conexão Vivo junto com o convidado especial Babilak Bah e em Cachoeira com a percussionista convidada Tamima Brasil (9 a 12 de Novembro) integrando as atividades culturais da tradicional Festa D’Ajuda.




Encontros Percussivos consiste no trabalho de experimentação do uso das novas tecnologias na área da música com foco na pesquisa para criação de novos formatos e técnicas de tocar percussão usando aparelhos digitais, gravação e suporte técnico.




“É exatamente essa integração das novas plataformas digitais e da música que torna relevante a presença do projeto “Encontros Percussivos” no programa Conexão Vivo, que ao longo dos anos, vem investindo na experimentação e nos novos formatos tecnológicos, complementa Marcos Barreto, gerente de Desenvolvimento Cultural da Vivo.




O projeto promove laboratórios, colaborações e shows que serão realizados em dois bairros da capital (Cajazeiras e Bairro da Paz), três locais do interior do Estado da Bahia (Vitória da Conquista, Juazeiro e Cachoeira) e também pelos palcos coletivos do Conexão Vivo. O anfitrião e inspirador artístico que faz a junção das áreas mencionadas acima é o coletivo Percussivo Mundo Novo (PMN). O PMN é um grupo de experimentação percussiva criado pelo músico e produtor Mikael Mutti, que coloca em prática o conhecimento adquirido ao longo de 22 anos de turnês e importantes trabalhos nacionais como arranjador e diretor musical de Carlinhos Brown e Daniela Mercury e importantes trabalhos internacionais como o Scorpions, Sergio Mendes e Carlos Santana.




Encontros Percussivos conta como parceiros no projeto o DJ e Produtor Camilo Fróes (Baile da Esquema Novo), Cyrille Brissot, artista francês na área da música eletrônica e audiovisual, e Igor Souto, cineasta, talentoso e criativo que está criando sua marca própria no cenário soteropolitano do audiovisual.




Como convidado o projeto traz para Juazeiro o artista, poeta e percussionista inovador Babilak Bah (MG/PB) que irá ministrar uma “Master Class - Oficina Experimental Lúdica de Sons e Movimentos”. A percussionista Tamima Brasil (SP/BA) será a convidada em Cachoeira onde o projeto também receberá a colaboração do Samba de Roda Suerdieck de Dona Dalva (BA) e Juninho Cachoeira/SambAfrica (BA).




Após Cachoeira, o projeto Encontros Percussivos passa de novo por Vitoria da Conquista (25-26 de Novembro) e volta para Salvador com um show de enceramento com PMN e vários artistas participantes do projeto, dia 20 de Dezembro na Praça Pedro Arcanjo no Pelourinho.




Encontros Percussivos representa a continuidade do trabalho de intercâmbio e criação colaborativa realizada pelos profissionais envolvidos no projeto. Como participante do Carnaval Pipoca 2010, o projeto produziu um trio elétrico com mesmo nome e apresentou um trabalho criado em colaboração com quatro artistas convidados de New York, Los Angeles e Venezuela. Durante o ano de 2009, os projetos de intercâmbio “Do Caribe a Bahia- encontros percussivos” com a banda “Steel pan”, da Flórida Memorial University, realizado em março e “Festival Músicas Mestiças” em novembro, contaram com a supervisão musical de Mikael Mutti e a participação do Percussivo Mundo Novo.




Encontros Percussivos traz a complementação do trabalho, fortalecendo a plataforma digital como ponto principal para o intercâmbio entre os mesmos. A execução do projeto se torna mais eficiente devido ao trabalho da Ginga P junto à Rede Motiva e sua participação na criação de uma rede estruturada para as ações propostas. Para mais informações sobre o projeto acesse o site – http://www.encontrospercussivos.com.br/




Realização dos laboratórios abordando os seguintes temas:

Percussão tradicional – tem como objetivo a apresentação de ritmos afro-baianos e a interação desses ritmos e suas técnicas à percussão brasileira. Os laboratórios serão facilitados pelos percussionistas do PMN, Dudamen, Gato Preto e Caíque Vidal.




Percussão digital - Uma oportunidade para os participantes se familiarizarem com as tecnologias disponíveis e aprenderem a tocar alguns ritmos básicos de percussão usando aparelhos usados no dia a dia: aparelho de vídeo game, controle remoto e telefones celulares. O laboratório será facilitado por Mikael Mutti.




Produção digital com uso de Sampler, Programação e Orquestração Eletrônica- pretende mostrar o renascimento da percussão, propondo novas maneiras de tocar instrumentos tradicionais através do uso do computador. Além disso, inclui ensinamentos de conceitos básicos dos principais programas utilizados atualmente em gravações e produções musicais, potencializando o talento do músico e mostrando que uma configuração básica de um computador pode ser uma ferramenta poderosa. O laboratório será facilitado por Mikael Mutti.




Discotecagem - Discotecar em festas e shows pode ser uma atividade muito complexa, envolvendo um ou mais computadores, controladores midi, pedais, microfones, mixers, MPCs e CDJs entre outros periféricos. Os formatos e as possibilidades são incontáveis. A parafernália eletrônica tende a causar estranhamento e/ou curiosidade. Este laboratório tenta desfazer algum desses nós e mostrar que, no fim das contas, discotecar também pode ser muito simples. Pretende-se buscar em conjunto com os participantes, soluções para discotecagem, explorando ao máximo o que os mesmos já têm à mão. Mp3 players, laptops comuns, celulares, toca-discos comuns ou mesmo aparelhos de DVD, o que estiver à disposição. O laboratório se baseia na experiência do facilitador DJ Camilo Fróes na construção do Baile Esquema Novo, evento mensal de música brasileira que acontece em Salvador.




Produção de videoclipe para a internet – Facilitado pelo cineasta Igor Souto, a intenção do laboratório é a conceitualização e produção de um clipe de vídeo usando equipamentos básicos e acessíveis designados para apresentação na internet. A idéia é a incorporação das principais estéticas do vídeo de alta qualidade usando aparelhos como maquinas fotográficas pessoais que tenham a opção de filmar, até telefones celulares e softwares mais simples disponíveis nos computadores pessoais. Durante o laboratório será trabalhado a captação do material e edição básica, usando como conteúdo os artistas participando nos outros laboratórios musicais.




Light Painting- laboratório aonde será trabalhado técnicas de pintura virtual, utilizando qualquer aparelho que possua emissão de luz, como por exemplo, lanternas, aparelhos celulares, flash de câmeras, etc. O laboratório também mostra como integrar essas técnicas dentro de apresentações áudios-visuais que freqüentemente acontecem durante shows de DJs e musica. Será facilitado pelo músico e produtor digital Cyrille Brissot.




Master Class - espaço reservado para encontros colaborativos e ensaios que farão parte do show de encerramento com a participação de artistas convidados. Os encontros colaborativos também servirão para que estratégias de ação visando à sustentabilidade do projeto possam ser colocadas em prática envolvendo o coordenador de cada local contemplado pelo projeto.




CRONOGRAMA DAS ATIVIDADES – JUAZEIRO, 27 a 29 de outubro




Quinta-feira, dia 27
• Laboratório Videoclipe para Internet c/ Igor Souto (1) - 16 às 18h na UNIVASF Juazeiro
• Laboratório Discotecagem c/ Camilo Froes (1)- 16 às 18h no CENTRO DE CULTURA JOÃO GILBERTO
• Master Class c/ Babilak Bah: Oficina Experimental Lúdica de Sons e Movimentos - 18 às 21h no CENTRO DE CULTURA JOÃO GILBERTO



Sexta-feira, dia 28
• Laboratório Videoclipe para Internet (2) - 16 às 18h na UNIVASF Juazeiro
• Laboratório Discotecagem (2)- 16 às 18h no CENTRO DE CULTURA JOÃO GILBERTO
• Show de Percussivo Mundo Novo com participação do Babilak Bah – 21hrs no palco de Conexão Vivo no CENTRO DE CULTURA JOÃO GILBERTO




Sábado, dia 29
• Laboratório Videoclipe para Internet (3) - 15 às 17h na UNIVASF Juazeiro
• Laboratório Percussão Digital c/ Mikael Mutti - 15 às 17h no ESPAÇO NAENDA no Bairro Kidé
• Laboratório Percussão Tradicional Afro-brasileira c/ os percussionistas do PMN - 17 às 19h no ESPAÇO NAENDA no Bairro Kidé
• Laboratório Produção Digital c/ Mikael Mutti - 18 às 20h na UNIVASF Juazeiro
• Laboratório "Light Painting" (Grafite Virtual) c/ Cyrille Brissot - 18 às 21h na UNIVASF Juazeiro





CONEXÃO VIVO - Assim como o Encontros Percussivos, outras dezenas de projetos musicais de todo o país fazem parte do programa CONEXÃO VIVO, que reúne shows, festivais independentes, gravação de CDs e DVDs, produção de videoclipes, programas de rádio, oficinas e seminários que compõem uma rede nacional e permanente de atividades culturais envolvendo artistas, gestores e produtores culturais, iniciativas públicas e privadas.



O CONEXÃO VIVO realiza ao longo do ano um circuito próprio de eventos onde toda essa diversidade de ações acontece conjuntamente. Além disso, o programa também está presente em muitas das mais importantes iniciativas da cena musical brasileira, seja com o patrocínio de projetos ou parcerias artísticas em eventos de destaque no calendário nacional, e outros festivais independentes.


A construção e articulação de redes culturais nacionais, em diferentes segmentos artísticos, é o foco da política cultural da VIVO, que tem no CONEXÃO VIVO uma de suas principais iniciativas. Detalhes sobre as outras linhas de atuação e sobre as formas de participação nos programas Culturais VIVO estão disponíveis no www.vivo.com.br/cultura .E para saber mais sobre o CONEXÃO VIVO, acesse o portal - http://www.conexaovivo.com.br/ .

Nenhum comentário: