24 de set de 2012

Salões de Artes Visuais em Juazeiro divulga resultado e mantêm exposição aberta ao público Foi uma noite bastante concorrida na última sexta-feira (21), às 19h, quando o grande púbico presente ao Centro de Cultura João Gilberto, em Juazeiro, pode conhecer os vencedores da terceira edição 2012 dos Salões de Artes Visuais da Bahia, um dos principais eventos de artes visuais do estado, que reúne as melhores propostas artísticas, em cada modalidade, nesse segmento cultural. Composta por Euriclésio Barreto Sodré, José Benedito Fonteles e Justino Marinho Sobrinho, a Comissão Julgadora confessou muita dificuldade em classificar as obras, diante da qualidade exposta no Salão, que tem promoção da Fundação Cultural do Estado da Bahia, através do edital 03/2012. Foram premiadas as seguintes obras, com o valor de R$7.000,00 (sete mil reais) cada uma:  “Passeio Socrático” de George Lima;  “Frente e Verso” de Alex Moreira;  “Maracutaia S/A” de Ramon Sá. A Comissão de Premiação decidiu dar Menção Honrosa para:  Tuti Minervino , com a videoinstalação “Youtube or not Youtube, Sexta SEX e Kabi de tuti”;  E para o coletivo Neri, Neves com a obra “Sistema de Controle”. Resultado de edital da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), unidade da Secretaria de Cultura do Estado (SECULT) os Salões são uma ação de difusão e incentivo à produção em Artes Visuais no estado por possibilitarem a divulgação de trabalhos, a circulação de artistas e a formação de público. Reunindo 25 obras de diversos estilos e temáticas, a mostra segue em cartaz, com visitação gratuita, até 04 de novembro, de segunda a sábado, das 8h às 12h e das 14h às 18h. Dos artistas do Salão de Artes Visuais de Juazeiro, 16 são oriundos da capital e 09 de outros municípios. O mesmo ocorreu nas outras duas mostras já realizadas e que compõem os Salões 2012, perfazendo, portanto, um total de R$ 63 mil em premiações, sem contar com o auxílio no valor de R$ 800 para o custeio da participação que todos os expositores recebem. Haverá, ainda, o Prêmio do Público, resultante da votação dos visitantes em cada mostra. “Foi um trabalho minucioso, primoroso. Estamos muito felizes com o resultado, Juazeiro sempre surpreendendo”, avaliou Luciana Vasconcelos, da Diretoria de Artes Visuais da Funceb, que coordena os Salões. Para João Leopoldo, diretor do Centro de Cultura João Gilberto, “Os Salões são a mostra de que a cultura precisa ser provocada, para render obras primorosas. Agradeço a toda a equipe pelo empenho. Estamos felizes com a avaliação do resultado”, concluiu Leopoldo.

Nenhum comentário: