28 de ago de 2013

II EDIÇÃO DO FESTIVAL DE ARTE E CULTURA


 O Vale do São Francisco viveu uma semana diferente pautada pela arte e cultura. Reunindo representantes dos 10 municípios que compõem o Território Cultural a segunda edição do Festival de Arte e Cultura no Território do São Francisco é um sucesso e já deixa saudades nos participantes. O II Festival de Arte e Cultura do Território do São Francisco uma realização do Centro de Cultura João Gilberto com o apoio da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult/BA), Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (SUDECULT), Diretoria de Espaços Culturais (DEC), Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB) aconteceu entre os dias 20 e 25.
   
Mesmo antes da abertura oficial do evento que aconteceu na sexta (23) com o lançamento de uma exposição de artesanato, a exibição do Filme “Açúcar Amargo” de Hertz Felix e um coquetel aberto ao público, atividades como cursos de qualificação em música e dança e exibição de filmes já movimentavam a programação. Na noite de sábado o Balé Folclórico da Bahia, lotou o teatro do CCJG, depois da abertura da V Conferencia Territorial de Cultura, e foi aplaudido de pé pelo público. Dando continuidade a programação da noite de sábado mais de duas mil pessoas lotaram o Teatro de Arena do CCJG para prestigiar o encontro do Festival com o Raiz Remix que trouxe uma programação eclética com shows das bandas Andranjos, Semi Velhos, Isaar e Edy Star que pela primeira vez cantou na sua terra natal e levou o público ao delírio com toda a sua irreverência.
     
O Festival encerrou no domingo com a apresentação do Grupo folclórico “Roda de Braços” da comunidade de Baraúna (Salitre) e Camerata Matingueiros, que presenteou o público com clássicos de Vivaldi e encerrou não só sua apresentação como todo o evento executando Bach, logo depois do encerramento da Conferencia Territorial de Cultura. “A ideia do Festival de Arte é exatamente apoiar as diversas ações culturais de promoção, formação, difusão e celebração da cultura regional. Por essa razão aconteceram programações paralelas a exemplo do Curso de dança e música, a Conferencia Territorial de Cultura e o Raiz Remix”, observou o diretor do Centro de Cultura João Leopoldo. O II Festival de Arte e Cultura do Território do São Francisco contou com as parcerias de: Raiz Remix, Camerata Matingueiros, Instituto Villa Lobos, Hertz Felix, Casa do Artesão de Juazeiro e TV São Francisco.

Nenhum comentário: