26 de mar de 2014

EXPOSIÇÃO TRAVESSIA DO CORPO

EXPOSIÇÃO TRAVESSIA DO CORPO





“... É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos”.

Como diz Fernando Teixeira de Andrade em seu poema Tempo de Travessia “Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares...”.
A partir deste pensamento, a Exposição Travessia do Corpo, que não se trata de mera coincidência, mas sim, de uma referência assumida ao poema, faz sua trajetória poética. Percorrendo subjetivações em torno de um corpo que se faz humano, e simbolicamente, espaço, ideia, cultura. Seja no intuito de questionar velhos/novos padrões ou da proposição de frutíferas perspectivas.
Por isso, o Coletivo Peixe Avoador, criado no início de 2014 por quatro artistas, três deles de Juazeiro-BA e Petrolina-PE: Thiago Alves, Heitor e Wechila Andrade, e por Leo Barreiro de Porto Alegre-RS, resolvem empreitar em sua primeira exposição, uma Travessia, a partir da percepção de pesquisas individuais que convergem em uma proposição coletiva, sob a curadoria de Edneide Torres.
Peixe Avoador surge da relação de um animal que transita entre dois mundos, com a possibilidade de sair do seu habitat natural e fazer travessias, por isso, a temática escolhida. O Coletivo parte de um lugar de identidade para alçar voos entre espaços, meios e técnicas diversas enquanto proposta artística do grupo.
O corpo é algo que atravessa várias etapas na vida. Em seu percurso, ganha marcas, dores, amores, sente, chora e dialoga com seu entorno. Neste trabalho que envolve pintura, desenho, gravura, fotografia, estêncil e vídeo..., ele é atravessado pelo encontro de outros corpos, naturais e construídos, formando cruzamentos, numa junção que lhe é adicionado uma substância Apolínea e outra Dionisíaca, constituindo assim, muitos dentro de um só corpo.
Para fazer as incontáveis travessias a que o corpo encontra-se suscetível, é preciso tempo! Que tempo?

DE 05 DE ABRIL A 05 DE MAIO DE 2014 NO CENTRO DE CULTURA JOÃO GILBERTO

Nenhum comentário: